Qua, 20 de dezembro de 2017, 14:04

VARIAÇÃO LINGUÍSTICA NA ESCOLA: UMA INVESTIGAÇÃO NO COLÉGIO DE APLICAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE
VARIAÇÃO LINGUÍSTICA NA ESCOLA: UMA INVESTIGAÇÃO NO COLÉGIO DE APLICAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Projeto de Pesquisa "VARIAÇÃO LINGUÍSTICA NA ESCOLA: UMA INVESTIGAÇÃO NO COLÉGIO DE APLICAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE"


Coordenadora do Projeto

Éccia Alécia Barreto de Jesus


A língua é um sistema vivo e adaptável aos contextos de uso. Trata-se de um universo complexo, rico, dinâmico e heterogêneo; que está em constante variação/mudança. A falta de compreensão de que a língua está sujeita a diversas mudanças pode provocar impactos, como o preconceito linguístico (BAGNO, 2001), o que evidencia a necessidade de discussão no âmbito escolar. Diante disso, neste projeto, objetivamos verificar como a noção de variação linguística está sendo vista/vivenciada no Colégio de Aplicação/UFS, com o intuito de despertar na comunidade escolar a importância da língua enquanto construção social. Conhecer fatores ligados à variação linguística pode contribuir para que o aluno queira encontrar as origens e a história de sua língua, a fim de entendê-la, para assim defendê-la, ao invés de incitar o preconceito linguístico, por exemplo (cf. BAGNO, 2001; BORTONI-RICARDO, 2004). A partir desse panorama, o desenvolvimento do projeto não só contribuirá para que a comunidade escolar perceba a existência de vários falares como também colaborará para que haja o entendimento de que todos eles devem ser respeitados e preservados. Tudo isso subsidiará a apropriação do conhecimento científico no que se refere a própria língua.


Entidade Financiadora

FAPITEC


Notícias UFS