Qua, 20 de dezembro de 2017, 15:13

Conservando-SE saudável: uma perspectiva da educação para a promoção da saúde
Conservando-SE saudável: uma perspectiva da educação para a promoção da saúde

Projeto de Pesquisa "Conservando-SE saudável: uma perspectiva da educação para a promoção da saúde"


Coordenadora do projeto

Christiane Ramos Donato

Professores envolvidos

Carlos Rodolfo Sampaio


Esta pesquisa tem como objetivo despertar nos adolescentes a importância da conservação da saúde integral, em seus diversos aspectos (físico, psicológico, social e ambiental), em meio às mudanças existentes no meio em que vivemos (externas) e presentes em nós mesmos (internas). O discente deve se sentir capaz de intervir e construir seu caminho e futuro com maior responsabilidade, o que interfere no aumento de sua autoestima e motivação. Para tanto, cada um dos dois estudantes de iniciação científica escolheu uma temática de seu interesse relacionada à saúde na adolescência para realizar ações de aprofundamento de conhecimento e intervenções. As temáticas escolhidas foram: “as implicações na saúde dos adolescentes na busca de um corpo perfeito” e “o suicídio na adolescência”. Com isso, pretende-se avaliar e compreender o motivo da busca de um corpo perfeito e do suicídio como saída de problemas e procurar modos de intervir na vida desses adolescentes, para que os mesmos possam ter saúde física, psicológica e social, para ampliar seu bem-estar, identificando quais são os danos causados a fim de que possam saber como preveni-los. A pesquisa é do tipo aplicada, pois tem finalidade prática e seus resultados serão utilizados para melhoria e promoção da saúde integral. Ela também será descritiva e histórica, ao explicitar aspectos atuais e ocorridos ao longo do tempo quanto à saúde integral dos estudantes pesquisados, possibilitando registro, análise e descrição dos aspectos avaliados das condições de saúde dos alunos (MARCONI; LAKATOS, 1999). O projeto terá como metodologia a pesquisa-ação, uma vez que se constituirá de uma pesquisa pedagógica, fará parte do exercício pedagógico e configurar-se-á como uma ação que possibilitará cientificizar a prática educativa, a partir de princípios éticos que vislumbram a contínua formação e emancipação de todos os sujeitos envolvidos na prática (FRANCO, 2005). A pesquisa ocorrerá no Colégio de Aplicação-UFS com 70 alunos do Ensino Básico (10 estudantes por série: do sexto ano do Ensino Fundamental ao terceiro do Ensino Médio). Os procedimentos serão: revisão bibliográfica, aplicação de questionário aos estudantes e psicólogas atuantes no colégio, rodas de debates e intervenções por meio de oficinas. Constatar fatores que incitem a supervalorização do corpo e o suicídio na adolescência e estabelecer estratégias para o combate e prevenção dessas situações, poderão prevenir problemas de saúde relacionados a esses temas, possibilitando a vivência do tão desejável bem-estar pelos adolescentes. Dessa forma, cada estudante de iniciação científica terá a experiência de realizar o estudo do tema de seu interesse, ao mesmo tempo em que colaborará com o do colega nas estratégias de difusão dos conhecimentos gerados: criação de página em rede social, produção de material didático, organização de oficinas, palestras, exposições e discussões. Nessa perspectiva, proporcionar-se-á aos estudantes situações e instrumentos didáticos que lhe possibilitem apropriação do conhecimento científico a respeito do próprio corpo, valorizar a saúde, analisar de maneira crítica sua qualidade de vida, tomar decisões e atuar pela melhoria da saúde em nível individual e coletivo.


Entidade Financiadora

FAPITEC


Notícias UFS