Qua, 20 de dezembro de 2017, 15:21

Escolinha de Voleibol
Escolinha de Voleibol

Projeto de Extensão "Escolinha de Voleibol"


Coordenadora do projeto

Mariza Alves Guimarães


A Escolinha de voleibol do CODAP é um projeto do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe que oferece aulas de iniciação ao voleibol aos alunos do ensino fundamental e do ensino médio, no turno oposto ao das aulas regulares. É uma forma de proporcionar aos alunos um espaço de vivência, valorizando os principais aspectos educacionais da prática esportiva, como a interação sócio-afetiva, o desenvolvimento das capacidades físicas e psicomotoras e o aprendizado de uma modalidade olímpica.

OBJETIVO GERAL

Apresentar, incentivar e aperfeiçoar a execução dos fundamentos técnicos do voleibol e familiarizar os alunos aos aspectos táticos da modalidade favorecendo a compreensão global do jogo.

JUSTIFICATIVA

O esporte é um fenômeno sociocultural que se manifesta de diferentes formas. Ele pode ser educacional, participativo ou de rendimento e todos esses três tipos de manifestação podem ser encontrados na escola. No entanto a prática esportiva escolar deve sempre estar comprometida com a educação integral e a formação da cidadania do aluno (LUGUETTI e BÖHME, 2011). Neste sentido a Escolinha de Voleibol do CODAP aparece como uma ferramenta importante que irá justamente complementar o desenvolvimento integral de seus participantes focando principalmente o esporte educacional e o de participação como elementos que promovam a interação social e o enriquecimento da cidadania dos alunos.

METODOLOGIA

As aulas serão mescladas entre atividades para aprendizagem motora geral e exercícios específicos para cada fundamento técnico, além de jogos para desenvolver a inteligência tática que servem também para estimular a prática dos fundamentos apresentados em cada aula.

AVALIAÇÃO

A avaliação do aprendizado dos alunos será feita de duas maneiras. A primeira será executada tanto pelo estagiário quanto pelo supervisor durante o andamento das aulas, esta se caracteriza pela análise subjetiva do desenvolvimento de cada aluno sendo avaliado o desenvolvimento das suas capacidades físicas e psicomotoras. A segunda forma de avaliação terá um aspecto mais prático e objetivo. Será aplicada uma bateria de testes motores específicos para o voleibol nas primeiras aulas e que será reaplicada nas aulas finais a fim de avaliar a evolução e o aprendizado dos alunos.

REFERÊNCIAS

CRISÓSTOMO, J. Ensinando VOLEIBOL. 3.ed. - São Paulo: Phorte, 2005.

DARIDO, Suraya C. & RANGEL, Irene C. A. Educação Física na Escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

KUGUETTI, C. N. & BOHME, M. T. S. A. Iniciação Esportiva na Escola por Meio das Práticas Esportivas Escolares. In. BOHME, M. T. S. (Org). Esporte Infantojuvenil: treinamento a longo prazo e talento esportivo. São Paulo: Phorte, 2011.

STIGGER, M. P. Educação, Esporte e Diversidade. Campinas: Autores Associados, 2005


Notícias UFS